Colheita de soja da Argentina chega a 96,1% da área apta

Os preços da soja seguem recuando na Bolsa de Chicago nesta sexta-feira (7). Perto de 8h15 (horário de Brasília), a commodity perdia de 3,75 a 4,25 pontos nos principais contratos. Assim, o julho tinha US$ 8,64 e o agosto, US$ 8,70 por bushel.

O mercado dá continuidade ao comportamento técnico registrado durante toda esta semana, com os investidores buscando garantir parte de seus lucros e com os traders se reposicionando. Além disso, esperam por novidades sobre a safra norte-americana.

A próxima semana começa com o boletim semanal de acompanhamento de safras do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) na segunda-feira (10), com as primeiras informações sobre as condições das lavouras. Na terça (11), o novo reporte mensal de oferta e demanda chega com os números atualizados pelo departamento.

Alguns expectativas já indicam uma possível redução na área, produção e produtividade, principalmente, do milho.

As questões políticas, especialmente a guerra comercial, permanece no radar dos traders, porém, tem menos espaço neste momento de um mercado climático bastante intenso. Ainda assim, os investidores não desviam seus olhares dos próximos movimentos não só da China e dos EUA agora, mas também do México e da Rússia neste momento.

 

Fonte: Notícias Agrícolas